quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O que você ainda não sabe sobre as Anabelas


Acabam de chegar na Cristina Guardia o “it” da nova estação, que é o retorno das sandálias Anabelas.
 Desenvolvida pela Cristina Guardia, estas sandálias com estilo e conforto, têm sua origem pós crise de 29.


Anabelas "Cristina Guardia" R$ 499,40
Com a crise econômica de 1929, inevitavelmente a moda foi afetada, os saltos começaram a se tornar mais baixos e mais grossos e seu uso começava a ser gradativamente desvalorizado. Mas foi com o inicio da Segunda Guerra Mundial que de fato seu uso foi desprezado, por falta de conforto, mas também em consequência da escassez de várias matérias-primas como o couro, que tinha como exclusivo objetivo os fins militares.

O designer italiano Salvatore Ferragamo, não querendo usar aço de baixa qualidade e não abrindo mão da feminilidade, encontrou como solução: desenvolver um modelo de salto alto inspirado em um calçado usado na Grécia Antiga, composto de cortiça e o denominou então de “Salto Anabela”.

     
       Salvatore Ferragamo




A ideia foi copiada por outros estilistas da época, mas a essa altura, Ferragamo já exportava para os Estados Unidos da América, e já era conhecido como o estilista de calçados das estrelas de Hollywood.


Museu Ferragamo,Piazza Santa Trinita, 5r, Florença

Durantes os anos 70, uma publicação mensal teve como capa a imagem de uma mulher vestida de short azul com estrelas, bustiê dourado e botas vermelhas, era a Mulher Maravilha, que foi adotada instantaneamente como uma heroína feminista. Os modelos de sapatos dessa época, representavam uma sociedade mais liberal e livre de conceitos pré-determinados. Estilistas importantes da época como Biba e Terry Havilland compreenderam exatamente o que a geração queria.
Mulher Maravilha Criada pelo Dr. William Moulton Marston

As plataformas dominavam: tamancos e anabelas eram usados durante o dia, com materiais naturais, como cortiça, madeira, ráfia e corda. E as alternativas para noite eram mais altas e coloridas, com glitter, strass, e cores como dourado, prateado.  

Desde então, o salto anabela vem e vai,  e há alguns anos voltou com força total, como agora para o verão 2016.


Anabela Marinho Anabela


De grande versatilidade o salto anabela é apresentado de diferentes maneiras, e a cada estação mais se vêem nas passarelas. Presentes nos mais diversificados dress codes, e compondo desde looks informais, aos mais sociais, ele mostra que possui apelo visual e comercial, e que veio para ficar.



Corra, venha garantir a sua com tecidos e acabamentos exclusivos da Cristina Guardia.


Disponíveis na Loja do Itaim e do Campo Belo. 

Postar um comentário