quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Os 6 cortes mais estilosos, para mulheres na faixa dos 40 anos

Para as mulheres que chegaram aos seus 40 anos, que são seguras de si, vaidosas, e querem fazer uma mudança radical ou apenas manter o seu cabelo longo. 
Confira as dicas dos cortes das atrizes que também chegaram nessa idade, mais lindas e modernas do que nunca.
Curto
Famosas: Lisa Rinna e Débora Secco
Combinação de sensualidade com um toque de esportividade. Esse corte “acentua as maçãs do rosto”. Para fios super finos, o corte da um volume maior ao cabelo.
Layered Bob
Cate Blanchett
Este estilo clássico é a escolha perfeita para as mulheres que querem mostrar elegância, sem muita manutenção nos cabelos. “Quase todas as texturas de cabelo ou formato de rostos podem levar um bob”.
Os cabelos com cachos podem precisar um pouco mais de camadas, e as mulheres com rostos arredondados devem optar por versões mais longas.
Bobs na altura do queixo são ideais para rostos pequenos e angulares.
Se você quiser um look mais ousado, arrisque as camadas mais curtas na parte de trás e mais longas para a frente.
Bob long com franja
Michelle Obama 
A franja da um toque mais jovial a qualquer corte de cabelo. O bob long é o exemplo perfeito de cabelo com aparência profissional e elegante ao mesmo tempo. O corte com franja cortada de forma arredondada deixa o olhar mais suave e delicado.
Na altura do ombro
Flávia Alessandra
O corte na altura dos ombros é clássico. É fácil de manter, e as opções de estilos são infinitas. Um corte médio permite transformar em um rabo de cavalo durante o dia para cachos bonitos à noite.
Longo e liso
Luciana Gimezes 
O corte longo e em camadas funciona para quase todos os tipos de cabelos. Ele é reto com camadas na parte da frente, e mais longos na parte de trás.
Ondas Longas
Giovanna Antonelli
Essa velha regra "chata" de não ter cabelo longo passado de uma certa idade, acabou.
O comprimento longo funciona por causa da forma de suas camadas texturizadas na frente, que abrem o rosto dando um ar “mais jovial”.
Postar um comentário