sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Qual a roupa de banho ideal?

As amantes do verão ainda têm semanas de sol e calor para aproveitar a praia e a piscina, antes que o outono venha. Para animar mais ainda, o carnaval aquece os motores e dá mais uma oportunidade para descer a serra. 

Biquínis ViX, a venda em toda a rede Cristina Guardia Atelier. 

Como inspirações e dicas nunca são demais, o UOL conversou com algumas famosas para descobrir, afinal, o que elas pensam na hora de escolher a roupa de banho ideal?
Danielle Winits, a Amarilys de "Amor à Vida", prefere tons neutros como preto ou cru, mas não dispensa totalmente as cores. "Se amar uma estampa até uso", explica.
No quesito tamanho, Danielle prefere ser sofisticada e opta por peças um pouco maiores, mas, quando é para tomar sol -- só em casa -- e ficar com marquinha, ela usa os pequeninos.
"Não tem nada mais cafona do que marca de biquíni e mulher tostada de sol. É feio e faz mal para a saúde da pele", afirma.
Sua ex companheira de novela, Fabiana Karla (que vive a Perséfone), pensa primeiro no conforto: "roupa de banho incomodando ninguém merece", afirma.
 No quesito cores e estampas, ela escolhe a alegria dos geométricos, tribais e florais. Para a piscina, é a vez do maiô. "Gosto daqueles tipo colant, assim basta uma saia para ficar pronta para o happy hour", completa. 
Já na hora de bronzear a escolha é sempre o biquíni. "Ninguém quer uma fivela tatuada no ombro, né?", brinca.
Famosa por seu corpão, Andressa Urach é assídua frequentadora da praia e tem as preferências bem definidas: cores fortes e vivas, fluorescentes, modelo cortininha sem bojo e fio dental. 
A atriz Ana Lima também é do time das cortininhas e lacinhos, mas não das estampas. "Gosto mais dos lisos, branco, preto e laranja, por exemplo", diz. 
Mesmo assim Ana não conseguiu resistir à forte tendência deste verão: "Acabei de comprar um lindo de oncinha", conta. Ela também se preocupa com a marquinha do sol e só usa maiôs quando pratica esportes, como correr e pedalar e para sair com as crianças.
O consenso entre as quatro meninas, no entanto, é se sentir bem. Nas palavras de Ana Lima: "Tem gente mais cheinha e que gosta de biquínis bem pequenos, admiro a autoconfiança, mais do que a peça em si. Não julgo se está feio ou não, acho incrível quem não tem problema com seu corpo, feliz e confortável", completa.
Postar um comentário